SIGA-NOS
Formulário de Contato

Odontologia

Implantodontia
É utilizada para recuperar os espaços de dentes ausentes, com a implantação de um pino de titânio no osso alveolar, que fara a função de raiz  de uma futura peça cerâmica, podendo ela ser única ou múltipla, recuperando as funções mastigatórias e estéticas.
Alinhador Invisalign
Invisalign é um alinhador transparente produzido por uma das empresas mais renomadas da área odontológica americana. Estes alinhadores são ultrafinos, proporcionando mais conforto, discrição e maior tranquilidade para a realização de higiene bucal. A facilidade de utilização permite a remoção nos momentos das refeições e/ou eventos pontuais, não limitando a alimentação a uma consistência mais tênue. Esta técnica proporciona mais previsibilidade na duração do tratamento minimizando as consultas em consultório, possibilitando intervalos bimestrais ou trimestrais, além de ser eficaz na correção da mal-oclusão existente através de um movimento continuo progressivo, minimizando assim maiores desconfortos quando comparados com aparelhos convencionais. A sua presença é praticamente invisível possibilitando sorrisos sem serem percebidos. 
Ortodontia e Ortopedia Facial
A Ortodontia é um segmento da Odontologia que analisa o crescimento e desenvolvimento da face, das dentições decídua, mista e permanente, além de analisar as anormalidades e aplicar as devidas correções das más oclusões dentárias. Essa especialidade tem como objetivo o tratamento dos desiquilíbrios dentais, complexo craniofacial e estruturas da boca.

Por qual tipo de aparelho ortodôntico devo optar?
 
Os aparelhos ortodônticos possuem diversos tipos, dentre eles os metálicos, transparentes e invisíveis. Para o público jovem, os aparelhos coloridos também são muito utilizados. Uma dúvida quanto ao tipo de bráquete que se deve escolher ­– peças do aparelho fixo que são coladas nos dentes, onde se passa o fio – é bastante comum entre todos os públicos, sejam crianças, jovens, adultos e idosos.
O tipo de bráquete a ser escolhido é uma decisão muito importante, pois os tratamentos ortodônticos possuem uma duração entre um e três anos, e os bráquetes devem permanecer posicionados corretamente do início ao fim. Para colaborar na escolha do melhor tipo de bráquete para o seu caso, segue abaixo os tipos mais comuns de aparelhos fixos:

Bráquetes Metálicos - São os mais comuns, mas de alguns anos para cá vem perdendo adeptos para os bráquetes estéticos, que são chamados de “cor do dente”. Podemos encontrar os bráquetes nacionais e importados, sendo que ambos possuem vantagens e desvantagens. O nacional tem um valor mais em conta, enquanto que o importado possui uma variedade de dimensões. Os resultados e tempo de duração do tratamento são semelhantes entre eles.

Bráquete de Policarbonato - Este tipo de bráquete foi um dos primeiros a ser desenvolvido e é chamado pelos pacientes de “da cor do dente”. Eles são muito procurados, mas algumas indicações devem ser seguidas para a utilização desse tipo de aparelho fixo. O material de policarbonato tem um custo acessível, porém com o tempo ele pode sofrer alterações como mudança na cor, manchas e desgastes.
No entanto, os bráquetes de policarbonato são muito indicados para quem tem um tratamento ortodôntico de curta duração, para pacientes que não fumam e que não utilizam alimentos com corantes em excesso.

É possível encontrar bráquetes de policarbonato nacionais e importados. Os nacionais são mais em conta e os importados são mais finos, influenciando menos a posição dos lábios quando estão repousados.

Bráquetes de Cerâmica - Os bráquetes de cerâmica também são considerados estéticos, mas um pouco mais sofisticados que os de policarbonato. Existem os nacionais e importados, sendo que os nacionais possuem um custo menor e os importados são mais finos, acomodando melhor os lábios em repouso.

São altamente resistentes, não alteram a cor ou o formato e deslizam com maior facilidade entre os fios. São ótimos para a conclusão de todo o tratamento estético, apesar de ser o mais frágil (risco de quebra).

Bráquetes de Cerâmica Colorida - É uma novidade na ortodontia e agrada quem gosta de deixar o aparelho ortodôntico aparente, já que os bráquetes são coloridos. Dentre as características, os bráquetes de cerâmica coloridos funcionam exatamente da mesma maneira que os bráquetes de cerâmica comuns. É possível encontrar os nacionais e importados. Caso o paciente deseje trocar a cor dos bráquetes, é necessário remover todo o aparelho, sendo essa uma desvantagem.

Bráquete de Safira – É o tipo de aparelho fixo estético mais moderno da atualidade. Os bráquetes são transparentes como o vidro e ficam bem próximos da cor do dente, sendo notado apenas se visualizado de perto. Eles são polidos e arredondados, além de terem dimensões menores, proporcionando mais conforto para o paciente. Os bráquetes não são friáveis, colaborando com o deslize dos dentes por entre os fios. Por ser um material importado, os bráquetes de safira possui um custo alto.

Bráquete Lingual - O aparelho ortodôntico desta técnica não é considerado estético, apesar de ficar invisível. O bráquete é metálico, no entanto é colocado na parte de trás dos dentes, e não na frente dos dentes como nas outras técnicas citadas.

Esse tipo de aparelho é recomendado apenas para quem tem extrema necessidade estética, já que existem algumas desvantagens como o custo elevado, por ser um material importado com colocação muito específica. O aparelho pode causar estranhamento na adaptação por ficar em contato com a língua, além de dificultar a higienização do paciente, já que a visualização para checar se ainda há resíduos de alimentos nos dentes é muito mais difícil. 

E quanto aos resultados finais do tratamento, ainda há controvérsias por parte dos cirurgiões, pois alguns alegam que o bráquete lingual deve ser usado em casos específicos, já outros dizem que pode ser usado em todos os casos.

Bráquetes Auto Ligáveis - Os bráquetes auto ligáveis podem ser de metal ou de cerâmica. O que os difere dos demais é o fato de não utilizar as borrachinhas para prender o fio ao bráquete. Por esta razão, existe uma vantagem neste método, pois não é necessária a troca das borrachinhas que mancham com o passar do tempo. Segundo os fabricantes, pelo fato do fio estar livre dentro do bráquete, pode haver uma redução de tempo do tratamento, mas esse fato ainda é discutível. Este tipo de bráquete é importado, podendo apresentar um alto custo.

Todos tipos de bráquetes acima são excelentes para o tratamento ortodôntico, com resultados e tempos muito semelhantes. Para escolher o melhor tipo de aparelho é preciso levar em consideração a questão estética, o tempo de tratamento e as condições financeiras do paciente. Consulte o seu dentista para que ele apresente a melhor opção para o seu caso.
Endodontia
Popularmente conhecido como “Tratamento de Canal”, a Endodontia é uma especialidade que cuida da parte interna do dente. Essa área da odontologia realiza o tratamento na polpa do dente, local onde se encontram as terminações nervosas e irrigação sanguínea. Quando uma cárie atinge a polpa do dente, causando inflamação e infecção, é quando o tratamento de canal precisa ser realizado o quanto antes. Além da cárie, dentes que sofrem fraturas ou traumas consideráveis também estão suscetíveis ao tratamento endodôntico.
Cirurgia
A Cirurgia Odontológica é a especialidade que soluciona problemas referentes aos dentes e ossos da região facial, indo desde a remoção de dentes inclusos (como é o caso do siso), até a inserção de enxertos ósseos para a colocação de implantes. As cirurgias também são utilizadas para correção de traumas dos ossos da face, malformações estruturais e alterações patológicas.

Extração dos dentes dos sisos
A cirurgia para a remoção dos dentes do siso (mais conhecidos como “dentes do juízo”) pode ser realizada em dentes que já nasceram ou dentes que não irão nascer, o chamado dente do siso incluso. A extração de um siso deve ser feita apenas se o dente não nasceu de forma adequada na boca. No entanto, se o dente estiver presente, mas não compromete a arcada dentária ou mastigação, não há a necessidade de ser retirado.

Indicações para a remoção do siso:

• Dificuldade de higiene dos dentes do siso pelo fato da escova de dente não alcançar adequadamente a região;
• Riscos de perda do alinhamento dos dentes e/ou traumas por conta de pressão nos dentes vizinhos;
• Comprometimento da fala e da mordida por causa dos dentes do siso;
• Dentes do siso que não conseguem “nascer” por falta de espaço ou má posição (dentes inclusos);
• Sisos com infecções recorrentes;
• Risco de tratamento de canal por causa do contato do dente do siso com a raiz dos segundos molares;
• Dores na mandíbula, ouvidos e outras partes da face geradas pelos sisos.
Radiologia Odontológica

Para tornar o diagnóstico ainda mais preciso e melhorar o estudo sobre a queixa principal do paciente , é necessária a realização de radiografias periapicais e panorâmica .

Dentística Restauradora

A Dentística Restauradora tem como objetivo não só a estética dental, mas a reabilitação de dentes prejudicados por cáries ou fraturas e devolução das funções mastigatórias. Essa especialidade odontológica atua no segmento da cosmética e restauração dental, como aplicação de facetas, restaurações estéticas, clareamento dental e resinas diretas.

Clareamento Dental
O clareamento dental é um dos tratamentos estéticos da odontologia mais procurados pelos pacientes. A busca por um sorriso branco e natural devolve a autoestima e a confiança das pessoas sem realizar desgastes na estrutura dental.

Há dois tipos de clareamento dental:
Clareamento Caseiro: O próprio paciente pode realizar o tratamento em casa. Ele utiliza o agente químico fornecido pelo cirurgião-dentista em uma moldeira que se adapta aos seus dentes. O tratamento deve ser acompanhado pelo dentista por meio de visitas periódicas ao consultório.

Clareamento no consultório: O dentista aplica sobre os dentes do paciente um agente químico oxidante com uma potência maior. Para que o agente clareador não provoque queimaduras, as gengivas, lábios e bochechas são protegidos. É aplicada uma fonte de luz halógena ou laser nos dentes do paciente para intensificar o clareamento.
Facetas de Porcelana / Lentes de Contato
Uma das maneiras mais rápidas de transformar o sorriso é através do uso das facetas de porcelana. Elas oferecem benefícios estéticos para o tratamento de dentes manchados, lascados, com espaços ou desalinhados, além de realçar o brilho dos dentes. Atualmente, é o procedimento mais procurado por pacientes cujo trabalho está ligado à aparência e relacionado com a autoestima.

A faceta é uma peça ultrafina feita de porcelana, que deverá ser moldada e colada ao esmalte natural, recriando a aparência natural dos dentes.

A principal vantagem das lentes de contato em relação às facetas convencionais de porcelana é a preservação da estrutura dentária natural. As lentes de contato apresentam uma espessura muito baixa, aproximadamente 0,3mm, não sendo necessário o desgaste dos dentes com brocas.
Já as facetas de porcelana são um pouco mais grossas, com a finalidade de dar um volume maior, ou realinhar dentes com curvaturas ou formas não favoráveis, dentes muito manchados ou muito amarelados. É realizada a remoção de uma fina camada do dente (esmalte) para a colocação das facetas. Elas não só melhoram a estética do dente como também restabelecem a função e resistência dental.
 
Por que realizar o tratamento?
Tanto as facetas de porcelana quanto as lentes de contato trazem benefícios para o paciente, melhorando o seu sorriso através da correção da dentição torta, fechamento de espaços, aumento do tamanho do dente, correção do formato e curvatura, eliminação de manchas e outros.
 
Como é feito o tratamento?
É realizado um planejamento Digital 3D, no qual inclui fotografias dos dentes, rosto e sorriso, radiografias, produção de modelos de estudo por meio do escaneamento intraoral ou de moldagem com siliconas de adição , confecção do mock-up (uma prévia de como vão ficar os dentes), provisórios e facetas.

Uma semana é o tempo entre o preparo e colocação das facetas. A colocação é feita em duas sessões: uma para o preparo, molde e produção dos provisórios; outra para a cimentação dos dentes.
Toxina Botulínica
A toxina botulínica, também conhecida como “Botox”, é usada para combater rugas e marcas de expressão no rosto, mas também pode ser aplicada na Odontologia, tanto para melhorar a estética quanto para corrigir alguma disfunção.

A toxina botulínica pode ser utilizada no controle do bruxismo, correção do sorriso gengival, hipertrofia dos músculos mastigatórios, controle da salivação excessiva e dores na articulação da mandíbula.

No caso do bruxismo, a toxina botulínica é injetada em um dos músculos da face, fazendo com que a tensão diminua e não haja força suficiente para provocar o atrito entre os dentes, o que muitas vezes causa desgaste ou fadiga dos músculos da mastigação, provocando dores na face e dores de cabeça.

São muitos os benefícios da toxina botulínica na Odontologia. Ela pode ser utilizada no tratamento corretivo das assimetrias da face (hipertrofia dos músculos da mastigação), exposição gengival acentuada, sorriso assimétrico, salivação em excesso (sialorreia), dores orofaciais causadas pela DTM (disfunção da articulação temporomandibular), implantes de carga imediata e reabilitações estéticas.

Os resultados dos tratamentos com toxina botulínica são notados rapidamente, apresentando poucos efeitos colaterais, pois sua utilização é realizada de maneira segura.

Assim como a utilização para fins estéticos na Medicina, a aplicação da toxina botulínica na Odontologia também tem duração de quatro a seis meses, tendo que ser reaplicada no período correto para alcançar ótimos resultados.
Próteses Dentárias
Esta especialidade da Odontologia está relacionada a reconstrução e reposição de elementos dentários. A perda dos dentes pode se tornar um grande problema, gerando danos tanto à saúde quanto à autoestima de um indivíduo. A prótese dentária traz grandes benefícios para quem sofre com a ausência ou fratura dos dentes, pois se destina a reativar as funções mastigatórias, estéticas e fonéticas, além de recuperar funções articulares.

As próteses são feitas sob medida de acordo com a necessidade do paciente e podem ser confeccionadas em diferentes materiais, sendo próteses fixas, removíveis, próteses totais ou próteses sobre implantes.
Mini-implantes

Uma das principais inovações na Ortodontia são os Mini-implantes, que fazem com que o tempo de tratamento seja reduzido, além de aumentar as possibilidades terapêuticas. Os mini-implantes facilitam os métodos tradicionais de ancoragem da Ortodontia, pois sua instalação e remoção é mais simples por conta do tamanho reduzido, além de proporcionar versatilidade, pelo fato de ser inseridos em diversos locais com maior número de aplicações clínicas.

Disfunção Termporomandibular e Dor Orofacial
Essa especialidade tem como objetivo realizar o diagnóstico e o tratamento de dores e disfunções do aparelho mastigatório, região orofacial e outras estruturas relacionadas.

Os problemas no maxilar, músculos faciais e articulações maxilares fazem parte das Disfunções temporomandibulares (DTM), conhecidas também como disfunções da ATM.

A articulação temporomandibular liga a mandíbula ao osso temporal do crânio, em cada lado da cabeça, localizado próximo as orelhas. Os atos de mastigar, morder alimentos e falar só são possíveis por conta dessa articulação flexível.

As disfunções temporomandibulares causam dor e afetam o funcionamento dos maxilares e ossos na região orofacial.
Bruxismo / Apertamento Dentário
O bruxismo é uma patologia causada por diversos fatores, dentre eles: psicológicos, emocionais, oclusais ou maus hábitos. Um dos sintomas mais evidentes são as dores e desconfortos na região dos músculos da mastigação, pescoço, ombros, costas e cabeça.

O bruxismo ocorre de forma inconsciente enquanto se dorme, sendo percebido apenas por outras pessoas, pois o indivíduo portador do bruxismo emite um som ao ranger e/ou apertar os dentes durante o sono. O bruxismo pode fazer com que os dentes fiquem doloridos ou soltos, e, às vezes, partes dos dentes são literalmente desgastados.

Essa patologia pode ocasionar a destruição do osso circunvizinho e do tecido da gengiva, além de acarretar problemas na articulação da mandíbula, como a ATM (síndrome da articulação temporomandibular).

Uma das formas mais comuns de tratamento para o bruxismo é o uso de placas estabilizadoras para dormir. Esse dispositivo é encaixado aos dentes superiores ou inferiores para protege-los contra o ato de ranger/apertar, o que pode causar um grande desgaste.

A utilização das placas de relaxamento é uma ótima maneira de combater o bruxismo, mas não pode ser considerada uma cura. O paciente deve ser acompanhado periodicamente para saber se o tratamento tem sido eficiente.

Contato Rápido

Preencha todos os campos abaixo para que um especialista entre em contato com você.

Nome:

E-mail:

Telefone:

Celular:

Informações: Enviar