SIGA-NOS
Formulário de Contato

Psicologia

Ludoterapia
A adaptação do processo psico-terapêutico para o universo infantil é chamada de Ludoterapia. O objetivo da Ludoterapia é encontrar a melhor maneira de ajudar a criança, por meio de atividades lúdicas, a expressar com maior facilidade seus medos, conflitos e dificuldades. Através da brincadeira, o terapeuta tem a capacidade de fazer com que a criança rompa os obstáculos que a impedem de se integrar e se adaptar ao seu meio familiar e social.

Utilizando desenhos, jogos, atividades projetivas, modelagem e outros recursos lúdicos, a criança consegue exteriorizar o seu mundo, trazendo à tona as situações que a afligem.

Através das brincadeiras, a criança interpreta uma determinada situação e o terapeuta procura investigar e compreender a origem dessa representação, atuando também em linguagem lúdica, com o objetivo de esclarecer e encontrar soluções para o conflito.

A evolução do tratamento, em comparação ao quadro inicial da criança, é notada através dos desenhos e brincadeiras e por meio do seu comportamento no ambiente escolar e em casa, sempre verificando as informações cedidas pelos pais e professores.

É fundamental a participação dos pais e/ou responsáveis ao longo do tratamento porque, mesmo que eles não percebam, quase sempre os conflitos apresentados pela criança tem alguma ligação a eles.
Psicoterapia Adolescente e Adulta
A Psicoterapia é um atendimento clínico realizado por um profissional da Psicologia, direcionado àqueles que tenham a necessidade de olhar para as questões comportamentais, psicológicas e emocionais que não estejam trazendo conforto a sua vida.

Na psicoterapia, tanto para adolescentes quanto para adultos,  o paciente pode expor os seus medos, anseios, problemas pessoais, conversar a respeito de traumas do passado e abordar questões íntimas, sempre livre de julgamento e de forma respeitosa.
O psicoterapeuta coopera com o crescimento pessoal do paciente, explora o autoconhecimento, favorece a percepção para as mudanças comportamentais, colabora na melhora dos relacionamentos interpessoais e nas habilidades sociais. Durante as sessões de psicoterapia, o paciente passa a sentir uma melhora na sua qualidade de vida.
Terapia Comportamental
A Terapia Comportamental é realizada pelo profissional de psicologia, o qual realiza uma análise comportamental de seu paciente por meio da Análise Experimental do Comportamento.

O tratamento possibilita a identificação de comportamentos disfuncionais que podem trazer sofrimentos e prejuízos sociais, emocionais e na saúde do paciente. Por meio das consultas o psicólogo comportamental consegue colaborar com a recuperação do paciente, através de meios adaptativos e positivos.
Orientação Profissional
A orientação profissional é um processo que auxilia o indivíduo a avaliar seu repertório comportamental e traduzi-lo em escolhas vocacionais, por meio de ferramentas, testes e encontros que promovem o autoconhecimento, não somente no que se refere a gostos e desgostos, mas também sobre habilidades e potencialidades.

O paciente será ajudado a identificar aspectos que até então estavam escondidos, colaborando para uma escolha profissional mais consciente. A orientação profissional pode ser aplicada em qualquer fase da vida, tanto para jovens quanto para adultos indecisos sobre suas atividades profissionais. 
Odontofobia
Um certo receio de ir ao dentista é absolutamente normal para a maioria das pessoas. No entanto, algumas sentem um verdadeiro pavor de ir à um consultório odontológico, chegando a ter crises de ansiedade.

Esse medo em excesso é caracterizado como Odontofobia, um transtorno de ansiedade que pode fazer com que o indivíduo tenha diversos problemas de saúde bucal por não conseguir passar por tratamentos odontológicos.

Quem sofre de odontofobia apresenta uma incidência maior de cáries, placas de tártaro, doenças gengivais, perda de dentes, comparado a outras pessoas que visitam o dentista regularmente.
A fobia de dentista pode gerar alguns sintomas físicos muito similares aos da síndrome do pânico, como: taquicardia, tremor, sudorese, sensação de desmaio, tensão muscular e respiração ofegante.

Ainda não se sabe a origem desse medo de consultório odontológico, mas acredita-se que esteja relacionado a experiências passadas não agradáveis em tratamentos odontológicos ou algum medo de infância – muitas vezes transmitidos pelos próprios pais.

Para quem sofre de odontofobia, a Psicoterapia é um tratamento muito indicado para a resolução de problemas relacionados ao inconsciente, sendo ideal para a cura de sintomas de ansiedade e fobia. Também ajuda a evitar o desenvolvimento da síndrome do pânico, tendo resultados muito promissores.

Para o paciente que sofre de odontofobia, é de extrema importância que ele encontre um dentista de confiança. É necessário construir uma boa relação com o profissional e tirar as dúvidas sobre os tratamentos e procedimentos. Ouvir músicas relaxantes ou assistir televisão durante um procedimento odontológico é uma boa maneira de distrair e acalmar o paciente.

Contato Rápido

Preencha todos os campos abaixo para que um especialista entre em contato com você.

Nome:

E-mail:

Telefone:

Celular:

Informações: Enviar